TOP 10 - Os mais belos/interessantes rótulos de vinhos brasileiros

Publicado por Blog Vinho SIM em 18.6.12 com 5 comentários
Depois de ler sobre diversos "concursos" sobre rótulos bonitos, bem desenhados ou mesmo relevantes e não concordar com a eleição final de nenhum deles, resolvi fazer a minha própria lista dos 10 rótulos de vinhos brasileiros que estão no mercado mais bonitos e/ou interessantes.

Como já é tradição da série TOP 10 daqui do blog VINHO SIM, gostaria de destacar que todos os vinhos desta relação foram comprados por mim, degustados nas próprias vinícolas em visitas ou na EXPOVINIS 2012 e portanto, não possuem nenhuma influência de produtores, lojas, importadoras, etc.

Nunca é demais destacar que esta é uma lista elaborada por mim e, claro, não analisei 100% dos rótulos existentes no mercado, podendo eventualmente ter sido injusto ao esquecer ou mesmo desconhecer algum rótulo. Sugestões para uma nova lista são sempre muito bem-vindas!

Vamos à eles!

1. Marco Danielle - Minimus Anima 2007
  
   Produção de apenas 2600 garrafas deste corte inusitado de 35% Cabernet Sauvignon, 35% Tannat (colheita supertardia), 20% Alicante Bouschet e 10% Merlot, que não tem passagem por barricas de carvalho e utiliza pequenas quantidades de SO2 na conservação do vinho.
   A arte do rótulo é assinada pelo próprio produtor para identificar cada um de seus vinhos.
 

2. Don Laurindo - Comemorativo  - 2008

   Apesar de parecer simples, o rótulo chama a atenção por conter uma bela homenagem da Don Laurindo ao patriarca da família, que dá nome à vinícola: "80 anos de Laurindo Brandeli".
   A produção deste corte de Tannat, Merlot, Malbec, Ancellotta e Cabernet Sauvignon (os percentuais de cada uma delas não foi divulgado) foi limitada em 2.680 garrafas, sendo que, dessas, apenas 1.980 comercializadas.
    Vinho com boa estrutura e bom potencial de guarda.
 
3. Gran Lovara 2006

    O rótulo é bem clean, mas chama a atenção por ter sido o primeiro a conter informações em braile.
    Este corte de 60% Merlot, 25% Cabernet Sauvignon e 15% Tannat é um vinho bem estruturado, com bom volume de boca, taninos elegantes e harmônico.
4. Casa Venturini - Le Bateleur 2008
  
    Este Cabernet Sauvignon é da linha básica da Casa Venturini. Um vinho jovem com aromas adocicados.


5. Dunamis - Shall we dance
   
   Varietais produzidos com Merlot, Pinot Grigio ou Cabernet Franc pela Dunamis Vinhos e Vinhedos, recentemente lançados na EXPOVINIS 2012. O design do produto foi eleito O Vinho Mais Bonito do Brasil pela votação popular realizada pelo site Vinhos do Brasil.


6. Marco Daniele - Tormentas Premium 2007

    Este vinho produzido com 100% Merlot foi o primeiro vinho de Marco Danielle produzido de forma 100% natural, sem adição de SO2 e sem utilização de leveduras comerciais. Foram lançadas apenas 700 garrafas.


7. Courmayeur - Acclamé

   Recentemente lançada na EXPOOVINIS 2012 pela Vinícola Courmayeur, a linha Acclamé é composta pelos varietais Merlot, Cabernet Sauvignon e Chardonnay e um Demi-Sec, blend de Cabernet Sauvignon e Merlot. São vinhos leves, para serem consumidos jovens, descompromissados.



8. Marco Luigi Reserva de Familia

    Varietais produzidos pela Marco Luigi a partir de Cabernet Sauvignon ou Merlot. A produção de uvas para produção destes vinhos é de apenas 2,5 kg por parreira, o que confere grande concentração de fruta e boa estrutura ao vinho. 
9. Villagio Grando - Innominabile
  
  Conheci este vinho no estande da Villagio Grande na EXPOVINIS 2012 e achei-o muito interessante. A vinícola guarda 20% de cada safra para a safra seguinte, de tal forma que este vinho é composto das colheitas de 2004, 2005, 2006 e 2007 por uvas Cabernet Franc, Cabernet Sauvignon, Merlot, Malbec, Pinot Noir e Petit Verdot, um corte bastante diferenciado. Mais um rótulo clean, mas que consegue traduzir com exatidão aquilo que a vinícola quis ao produzir este vinho!
10. Miolo Gamay 2012
    
   Os rótulos do Miolo Gamay já são conhecidos no mercado por serem bem coloridos e descontraídos, expressando a alegria do produtor em lançar seu primeiro vinho do ano. Em 2012 não foi diferente, mais um belo rótulo.
    O site da Miolo ressalta a parceria com Henry Marionnet, um dos grandes viticultores da França e considerado pela imprensa francesa como "o papa do Gamay", destacando o estilo Beaulolais deste vinho. Um vinho jovem, leve e  frutado, bom para acompanhar pratos leves.

Reações: