Talenti - Brunello di Montalcino - 2007

Publicado por Blog Vinho SIM em 11.9.12 com Sem comentários


Tive a feliz oportunidade de provar este Brunello DOCG da safra 2007 no Grand Tasting da importadora Grand Cru, aqui em São Paulo. Que vinho!

Mas antes de "falar" no protagonista deste post, permitam-me dar algumas informações sobre os Brunellos:

Para se obter a DOCG (denominação de origem controlada e garantida) Brunello de Montalcino o vinho deve ser produzido com uvas Sangiovese – regionalmente conhecida como Brunello - cultivadas exclusivamente na comuna de Montalcino, na província de Siena, Itália.
A graduação alcoólica deve ser de, no mínimo, 12% em volume, mas se o produtor quiser especificar a vinha ou região de produção da uva, este percentual em volume muda para 12,5.
O Brunello di Montalcino deve passar por um período de envelhecimento de pelo menos dois anos em barris de carvalho de qualquer dimensão e pelo menos quatro meses em garrafa.
Se quiser ser qualificado como “Reserva”, o Brunello di Montalcino só pode ir ao mercado depois de 1 de janeiro do ano sucessivo ao término de seis anos calculados considerando o ano da safra, depois de passar dois anos em barris de carvalho e, pelo menos, seis meses em garrafa. Apenas 6% do vinho em envelhecimento poderá ser mantido em recipientes que não sejam de carvalho.
Toda a operação de vinificação, conservação, envelhecimento em madeira, envelhecimento em garrafa e engarrafamento devem ser efetuadas exclusivamente na zona de produção.

Agora sim, vamos ao “nosso” Brunello, o Talenti 2007.

Definido pela própria vinícola Talenti como o "coração da empresa” este Brunello, produzido com Sangiovese dos melhores vinhedos é envelhecido por 2 anos e meio em bottis (em português, “pipa”) de carvalho de 18 e 26hL, com exceção de uma pequena parte (não tenho informação sobre o percentual correto), que é envelhecida em barricas de carvalho esloveno, passando mais 12 meses em garrafa antes do lançamento.

Cor vermelho rubi com brilho e limpidez perfeitos. Aromas de frutas vermelhas como framboesa e cereja e algo que “abre” o olfato, como um fumo mentolado, além de algumas notas de especiarias e toques vindos do estágio em carvalho. Paladar bem delicado e equilibrado, confirmando frutas vermelhas. Taninos presentes e bem afinados. Harmonioso e com grande persistência. É redundante citar sua vocação gastronômica, já que os Brunellos me parecem ter nascido pra isso!

R$ 240,00 (Grand Cru) | Alcool 14%

Avaliação VINHO SIM: REFINADO
Reações: