Zuccardi - Série A - Bonarda 2009

Publicado por Blog Vinho SIM em 26.10.12 com Sem comentários


Um pouquinho da história da Família Zuccardi

A Bodega Família Zuccardi começou sua história na vitivinicultura argentina quase que por acaso.
Nos anos 1950, o engenheiro Alberto Zuccardi, recém chegado à Mendoza, iniciou testes com novos sistemas de irrigação, já que Mendoza se tratava de uma região com baixa média anual de precipitações pluviométricas.
Em 1963, Don Alberto implantou as primeiras videiras na região de Maipú (Mendoza), com o propósito de mostrar aos produtores da zona a funcionalidade do seu sistema de irrigação. Deste instante para cá sua vida mudou, pois a paixão pelas vinhas passou a mover o rumo da história da Família Zuccardi.
Em 1968 veio a construção da vinícola e já em 1976, José Alberto, filho do casal Alberto e Emma Zuccardi, juntou-se ao empreendimento, injetando juventude, força, talento e, principalmente, coragem para encarar um processo de trabalho paciente e sustentado, que era a transformação de vinhos “comuns” em vinhos de alta qualidade.
O grande fruto deste esforço foi a marca Santa Júlia, grande representante da vitivinicultura argentina pelo mundo.

J.A. Zuccardi e Eu na Expovinis 2012

Os anos seguintes foram de consolidação da marca e também de novas experiências, como a produção de vinhos alta gama, a criação do centro de visitantes , a produção de azeites e diversas outras medidas que colocam a Família Zuccardi como uma das grandes vinícolas argentinas.

Vamos ao Série A Bonarda 2009



Produzido com 100% Bonarda, 30% do vinho foi maturado por 10 meses em barricas de carvalho francês de primeiro, segundo e terceiro usos.
Coloração violeta muito intensa, quase negro. Aromas de amora e mirtilos maduros, acompanhados por notas de baunilha e chocolate. Paladar muito macio, fácil de beber e muito frutado. A ótima estrutura me deu a sensação de estar mastigando uma torta de amora ou de framboesas maduras, com doçura e acidez na medida certa. Taninos presentes e bem maduros. Ótima persistência.
Eu não guardaria por muito tempo, no máximo mais um ou dois anos, acredito que o vinho já esteja no auge ou muito próximo dele.
Ótimo acompanhamento para queijos de média maturação ou para carnes vermelhas pouco gordurosas ao ponto ou levemente mal passadas. Ótima pedida também para carnes de caça e de cordeiro.

R$ 64,00 (Ravin) | Álcool 13,5% | Acidez 5,3g/L |Acúcar 3,2 g/L

Avaliação VINHO SIM: ÓTIMO / Relação QUALIDADE-PREÇO: ÓTIMA
Reações: