Luis Pato - BTT - 2009

Publicado por Blog Vinho SIM em 6.12.12 com Sem comentários

O fantástico Luis Pato, “rei” da região da Bairrada, em Portugal, aprontou mais uma de suas peripécias enológicas lançando este vinho de nome dúbio, o BTT 2009.

Segundo o próprio Luis Pato me disse no Encontro Mistral 2012 (relembre), a ideia deste corte de Baga, Touriga Nacional e Tinta Cão é "mostrar ao mundo que é possível consumir um vinho da Bairrada - produzido somente com castas locais – ainda jovem, desconstruindo a noção de que os bons vinhos locais sempre levam alguma “casta internacional” no seu corte."

Outra informação muito interessante é que a sigla BTT - uma clara referência aos nomes das castas – também é a abreviação de mountain bike em Portugal, o que nos leva a associá-la com a capacidade deste vinho de transitar por qualquer tipo de situação, seja ela a de servir como vinho de contemplação ou mesmo de harmonização para um grande número de pratos.

Teria sido Luis Prato pretensioso demais?

Quando se trata deste gênio da enologia portuguesa e mundial, nada é pretensão demais. O português é fera na arte de produzir excelentes vinhos, é uma figura das mais carismáticas do mundo do vinho e vem se mostrando uma grande revelação na arte da inovação também.

O BTT 2009 logo em sua primeira safra já foi condecorado como um dos 50 melhores vinhos de Portugal por Tom Cannavan, um feito louvável vindo deste renomado crítico escocês.

Coloração vermelho rubi intenso, muito límpido e brilhante. No nariz muita fruta vermelha fresca, como morangos e cerejas, além de toques de ameixas maduras, café e terra molhada. Paladar fresco, com ótima acidez e bastante frutado. Taninos presentes e maduros. Ótima persistência. Um vinho muito gostoso de beber e que vale muito mais pela curiosidade de provar um vinho típico da Bairrada, produzido com um corte incomum no Brasil. 

R$ 164,00 (Mistral) | Álcool 13,0 %

Avaliação VINHO SIM: ÓTIMO (15/20) / Relação QUALIDADE-PREÇO: RAZOÁVEL
Reações: