Ranking Vinho SIM de espumantes Nacionais 2012-2013 - Categoria Brut Charmat Rosé - RESULTADO FINAL

Publicado por Blog Vinho SIM em 26.2.13 com Sem comentários


Depois das categorias Brut Champenoise Branco e Rosé (veja aqui), Brut Prosecco (veja aqui) e Brut Charmat Branco (veja aqui), chegou a vez dos Brut Charmat Rosé darem o ar da graça no Ranking Vinho SIM de Espumantes Nacionais 2012-2013.

No post sobre os Brut Charmat Branco, escrevi algumas linhas sobre o método Charmat, caso alguém se interesse por esta pequena introdução ao tema, basta acessar aqui.

A categoria Brut Charmat Rosé, assim como já havia acontecido com a Brut Charmat Branco, não apresentou resultados expressivos, de um total de 10 amostras, apenas 3 receberam pontuação igual ou superior à 15 pontos, o que fez com que os degustadores parassem para refletir um pouquinho: que tipo de espumante estamos produzindo de fato?

Lembro à todos que este ranking, contou com a ajuda de bastante gente e caso queiram conhecer ou relembrar as critérios usados, saber quem foram os convidados ou mesmo ver fotos do evento sugiro a leitura DESTE POST, onde escrevi todos estes e mais alguns detalhes sobre esta grande prova.


Saúde e divirtam-se!


RESULTADO FINAL – BRUT CHARMAT ROSÉ


Vinho
Safra
Produtor
Região
$ médio
Nota
1
Kranz
2010
Kranz
Treze Tílias - SC
R$ 30,00
15,25
2
Primícias
-
Garibaldi
Garibaldi – RS
R$ 15,00
15
3
Monte Paschoal
-
Basso
Farroupilha - RS
R$ 22,00
15
4
Villagio Grando
2011
Villagio Grando
Campos de Herciópolis - SC
R$ 37,00
15
5
Rio Sol
-
Santa Maria
V. São Francisco - PE
R$ 25,00
14,5
6
Dal Pizzol
-
Dal Pizzol
Bento Gonçalves - RS
R$ 42,00
14,5
7
Donmo
-
Ponto Nero
Bento Gonçalves – RS
R$ 32,00
14,25
8
Casa Pedrucci
-
Casa Pedrucci
Garibaldi – RS
R$ 30,00
14,25
9
Don Bonifácio
-
Don Bonifácio
Caxias do Sul – RS
R$ 39,00
14,25
10
Cordon D’Or
-
Piagentini

R$ 25,00
13,5

















1. KranzRosé Brut 2010

Região: Treze Tílias – SC
Uvas: Cabernet Sauvignon
Safra: 2010
Álcool: 12%

Caso incomum de espumante Charmat safrado, a primeira garrafa deste 100% Cabernet Sauvignon apresentou defeito, precisando ser substituída por uma segunda amostra. Desta vez tudo certo. A coloração intrigante, acobreado, com pouca perlage deixou os degustadores um pouco apreensivos. Nariz com presença de frutas vermelhas e leveduras. Boca com média acidez e uma presença agradável de frutas vermelhas.

*** ½ $$


2. GaribaldiPrimícias Rosé 750

Região: Garibaldi
Uvas: Riesling e Pinot Noir
Álcool: 12,5%

O fenômeno da relação QUALIDADE-PREÇO ataca novamente. A coloração rosada bem viva e vibrante chama à atenção. Aroma com alguma complexidade, lembrando frutas vermelhas. Paladar com excelente acidez e boa presença de fruta fresca. Ótimo equilíbrio. Um espumante simples, mas o campeão no quesito “gostinho de quero mais”!

**** / $


3. Basso - Monte Paschoal Brut Rosé

Região: Farroupilha - RS
Uvas: 100% Pinot Noir
Álcool: 12%.

Mais um campeão de relação QUALIDADE-PREÇO que já havia se saído bem na categoria Brut Charmat Branco que apresentou-se bem neste categoria. Cor uma bela coloração rosé cereja sedutora e uma perlage de borbulhas médias e bem intensa, este espumante chamou a atenção pelos aromas de frutas silvestres e de flores. Leve e fácil de beber, com boa acidez e ótimo equilíbrio.

**** / $


4. Villagio GrandoBrut Rosé

Região: Campos de Herciliópolis - Água Doce - SC
Safra: 2011
Uvas: 50% Pinot Noir e 50% Merlot.
Álcool: 11,5%.

Bonita cor entre o salmão e cobre de média intensidade, brilhante. Apesar de ser produzido pelo método Charmat, este intrigante corte de Pinot Noir com Merlot apresentou aromas de pão torrado, típico dos champenoise. No nariz, uma boa presença de frutas de polpa carnuda e caldosa como nectarinas e pitangas. Boa fruta e um leve amargor de boa qualidade no retrogosto, lembrando cascas de frutas. Boa persistência.

****|$$$


5.   Vitivinícola Santa Maria – Rio Sol Brut Rosé

Região: Vale do São Francisco - PE
Uvas: Syrah
Álcool: 12%.

Diretamente do Vale do São Francisco, em Pernambuco, vêm as uvas Syrah que produzem este espumante. Coloração rosada com tons acobreados e boa perlage. Na boca mostrou boa fruta com toques vegetais e uma acidez muito viva, deixando um gostinho de carambola no final. Ótima escolha para acompanhar entradas.


*** / $$


6. Dal PizzolBrut Rosé

Região: Bento Gonçalves - RS
Uvas: Chardonnay, Pinot Noir e Riesling Itálico.
Álcool: 12%.

O interessante corte que une Pinot Noir com Rieling Itálico, mostrou-se com coloração cereja rosado. Perlage fina e persistente. Aromas com boa presença de frutas vermelhas e algum toque cítrico. Na boca possui acidez mediana, um estilo mais adocicado que, ao meu ver, tira um pouco daquele “gostinho de quero mais”, que é uma das grandes características dos Brut Charmat nacionais. É um estilo, não um defeito! Boa persistência.

*** / $$$


7. DomnoPonto Nero

Região: Garibaldi - RS
Uvas: 60% Chardonnay e 40% Pinot Noir.
Álcool: 12%

Bonita coloração vermelho cereja. Perlage fina e persistente. Aromas de morangos frescos, com alguns toques silvestre e de ervas frescas. Na boca possui boa acidez e alguma cremosidade.

*** / $$


8. Casa Pedrucci Rosé Brut

Região: Garibaldi - RS
Uvas: Gamay e Pinot Noir.
Safra: 2011
Álcool: 12%

Bonita coloração vermelho rosado e uma perlage fina e delicada. Aromas de morangos frescos, com algum toque de cassis. Na boca possui boa acidez. Bom equilíbrio.

*** / $$$


9. Don BonifácioBrut Rosé

Região: Caxias do Sul – RS
Uvas: Merlot, Sangiovese e Chardonnay.
Álcool: 12%

Estávamos muito curiosos para provar este espumante que leva Sangiovese no seu corte! Jamais tinha provado e nem ouvido falar de algum espumante produzido com Sangiovese cortado com Merlot e Chardonnay. O resultado é interessante, especialmente nos aromas, que trazem algum toque de frutas tropicais. A acidez mediana prejudica um pouco aquele “gostinho de quero mais”.

*** / $$$


10.    Piagentini Cordon D’Or Rosé

Região: Caxias do Sul - RS
Álcool: 10%.
Preço médio: R$ 25,00

Coloração vermelho cereja de média intensidade. Perlage fina e pouco persistente. Aromas cítricos de pouca intensidade. Embora não parecesse defeito, desconfiamos que pudesse ser uma má garrafa e, por isso, decidimos abrir uma segunda amostra, em que foi constatado que não havia nada de errado, é apenas um estilo mesmo. Na boca possui média acidez e pouca persistência.

** / $$

E vem mais resultados por aí ... Nos próximos dias as categorias Demi-Seco, Moscatel e Extra Brut & Nature. Dúvidas, comentários e afins é só escrever, estou à disposição.



Que Baco nos ilumine!
Reações:
Categories: