Miguel Torres - Vendimia Tardia - Riesling - 2008

Publicado por Blog Vinho SIM em 29.3.13 com Sem comentários

Depois de mais de um século produzindo vinhos na Espanha, a vinícola Miguel Torres decide iniciar uma história também no Chile, onde em 1979 adquire uma pequena bodega no Vale do Curicó, buscando um mercado promissor e terras com grande potencial de produção, sendo assim, a primeira vinícola estrangeira a produzir vinhos no Chile.

Atualmente são 445 hectares de vinhedos próprios, separados em seis parcelas com características distintas (veja mais detalhes aqui), no próprio Vale do Curicó e também em outros vales próximos, onde são produzidas cepas tradicionais como Cabernet Sauvignon, Carmenère, Syrah, Pinot Noir, Merlot, Chardonnay, etc e também cepas como Tempranillo e Monastrel, especialmente destinadas à produção dos vinhos de gama alta.

Há também produção de uvas não tão difundidas no Chile como a Gewürztraminer e a Riesling, que são destinadas a “projetos” especiais, como é o caso do colheita tardia que dá título a este post

Falando isso, vamos à ele.

Produzido com 100% Riesling, provenientes do Vale San Francisco, em Molina, este colheita tardia apresentou coloração amarelo dourado com algum traço de evolução para o âmbar, límpido e brilhante. Muito bonito. No nariz, as notas de mel, misturadas com abacaxi fresco, flores do campo e algo de especiarias são um ótimo presságio do que é o vinho. Esta mistura de aromas doces e cítricos é muito interessante e excita a salivação. Na boca, a impressão dos aromas se confirma. A ótima concentração de açúcares permeada por uma acidez muito agradável, tornam este vinho muito harmonioso e, diferentemente de muitos colheitas tardias, deixa aquele “gostinho de quero mais” na boca.

Provei o vinho antes de saber que sobremesa escolheria, mas assim que coloquei-o na boca, percebi que seu par ideal poderia ser um chocolate.


Testei uma harmonização com um chocolate com amêndoas e laranja que deu muito certo, mas acredito que este vinho possa acompanhar muito bem qualquer sobremesa que esteja nos extremos entre doçura e acidez, como um pudim de leite condensado ou uma torta de limão, por exemplo. Não o indicaria para sobremesas com ataque mais neutro, como cheesecakes ou similares.

R$ 85,00 (DeVinum) | Álcool 14,5%

Avaliação VINHO SIM: REFINADO (17/20) / Relação QUALIDADE-PREÇO: ÓTIMA
Reações: