Os vinhos biodinâmicos da Ramos Pinto - Entrevista com Jorge Rosas, gerente de exportação da vinícola

Publicado por Puros e Vinhos em 11.9.13 com Sem comentários


"Não vamos colocar nos rótulos que os nossos vinhos são biodinâmicos, porque queremos vender nossos vinhos por serem bons e não por serem biodinâmicos".

Jorge Rosas, gerente de exportação da vinícola Ramos Pinto


No dia 12 de agosto último tive o prazer de almoçar com Jorge Rosas, um verdadeiro representante de toda a tradição da vinícola Ramos Pinto, sobrinho-bisneto do fundador, Adriano Ramos Pinto, e hoje gerente de exportação desta marca que é uma das mais prestigiadas do mundo.

Durante o almoço falamos sobre diversos assuntos, como a história centenária da Ramos Pinto no Brasil, os "novos" vinhos do Douro, a contribuição acadêmica que a vinícola teve e tem para os vinhos portugueses,  harmonizações com vinho do Porto, vinhos biodinâmicos, dentre outros e seguimos para a degustação de alguns rótulos que estão à disposição aqui no Brasil. Para saber mais de como foi essa conversa, clique aqui e leia o post com a 1ª parte da entrevista que fiz com Jorge Rosas.

Falando sobre vinhos bionâmicos, Rosas me contou que a Ramos Pinto foi a pioneira na plantação de vinhedos orgânicos no Douro e conta hoje com um total de 25 hectares desses vinhedos.

Será que em breve teremos um "vinho do Porto orgânico/biodinãmico"?

Assista a seguir à 2ª parte da entrevista concedida ao Vinho SIM.




Que Baco nos ilumine!
Reações: