Pesquisadores do Morgan Stanley afirmam: vai faltar vinho no mundo!

Publicado por Blog Vinho SIM em 8.11.13 com Sem comentários
"O mundo está prestes a vivenciar uma escassez global de vinho".


A frase acima é a síntese de um estudo feito por pesquisadores do instituto australiano Morgan Stanley, divulgado no final de outubro/2013 pelo portal CNN Money e divulgado hoje (08/11/2013) pelo UOL.

No estudo, os pesquisadores relatam a queda na produção desde 2004, que culminou com uma defasagem de aproximadamente 3,6 bilhões de garrafas em 2012, considerada a maior dos últimos 40 anos e atribuída à menor produção - principalmente devido à condições climáticas na Europa - e ao maior consumo no mundo todo.

A matéria, assinada pelo jornalista Aaron Smith, ainda traz uma informação bastante interessante (e, por que não, intrigante?): a China já o terceiro mercado consumidor do mundo, atrás apenas de França e Estados Unidos e, apesar de ter uma produção própria que vem se desenvolvendo bastante nos últimos anos, o país oriental possui uma população de mais de 1,3 bilhões de habitantes.

Se os chineses pegarem gosto de vez pelo vinho, a produção mundial têm condições de acompanhar o consumo?

Por outro lado, o ano de 2013 parece trazer um alento para a situação.

A OIV ("Organização Internacional da Vinha e do Vinho") acaba de anunciar uma previsão de aumento de 8,8% na produção mundial de vinho para o próximo ano, devido às excelentes colheitas principalmente na França, Espanha e Argentina. 

Outra visão

Na contramão das conclusões do Morgan Stanley, Stanley Rannekleiv, diretor-executivo do Food & Agribusiness Research and Advisory - "braço" do Rabobank International de Nova Iorque, um dos maiores credores do mundo para a comunidade agrícola - argumenta "Entendo como eles chegaram a essa conclusão, mas eu tomo um pouco de um ponto de vista diferente do MS (Morgan Stanley). Não não vejo essa defasagem no mercado, acho apenas que estamos nos movendo para um equilíbrio entre produção e consumo. Se o mercado estivesse realmente tão "apertado", por que os preços do vinho a granel estão caindo na maioria das grandes regiões do mundo?".

É ... só nos resta aguardar e torcer para que a especulação não onere os bolsos do consumidor final.

Quem viver, verá.

Que Baco nos ilumine!
Reações: