Confraria Vinho SIM - Maio/2014: Pinot Noir!

Publicado por Blog Vinho SIM em 9.6.14 com 2 comentários

A noite do dia 30 de maio marcou, novamente no Empório do Bacalhau, em São Bernardo do Campo, mais um encontro da Confraria Vinho SIM, desta vez com o tema Pinot Noir, cujo único critério de seleção foi o preço: na faixa entre R$ 50,00 e R$ 120,00. Sendo assim, tivemos amostras do Brasil (1), Chile (4), França (1) e Itália (1), sendo seis delas trazidas pelos 10 confrades participantes e uma gentilmente cedida pela Nor Import, que realizava uma degustação de apresentação de alguns de seus vinhos no mesmo dia no Empório.

Consagrando a novidade implantada no encontro de Abril (relembre), André Cuer (AC), Riverlei Armellini (RA) e Talita Matinez (TM) contribuíram com suas NDs e, neste encontro, receberam também a companhia dos confrades Vanessa Sobral (VS), do blog Falando Sobre Vinhos e Rodrigo Pavan (RP). Mais uma vez torno público meus agradecimentos pelas contribuições.


E vamos aos vinhos, na ordem que foram degustados. Novamente, não houve critério para escolha da ordem e a degustação foi realizada às cegas.

1. Emiliana Novas Gran Reserva 2011


Coloração vermelho rubi de média intensidade e brilhante. No nariz mostra frutas vermelhas frescas com toques de ervas finas que aportam certa elegância. Aparece também algum sinal proveniente do estágio de 8 meses em barricas muito bem integrado com o conjunto. Na boca, além das frutas vermelhas, surge um saboroso apimentado que, acompanhado de ótima acidez tornam o vinho ainda mais interessante que no nariz. O final médio-longo confirma a ótima qualidade deste orgânico da região de Casablanca - Chile.

2. Villard Expresión Reserve 2009 R$ 90,00


Coloração vermelho rubi de média intensidade e brilhante. No nariz, além das esperadas frutas vermelhas frescas, surgem notas de cereja preta, algum toque mineral e um tostado bem sutil de madeira. Na boca, as notas de frutas frescas não se destacam muito e o que prevalece são frutas mais maduras e toques defumados, possivelmente aportadas pelos anos de evolução do vinho que, apesar de ainda ser relativamente jovem, já se mostra do auge para o declínio. Percebe-se ser um vinho de muito boa qualidade, mas a baixa acidez apresentada tira um pouco do brilho e, principalmente, não nos dá aquela vontade de continuar bebendo, que é uma virtude muito apreciada nos Pinot Noirs.

3. Albert Bichot Pinot Noir Vieilles Vignes


Coloração vermelho rubi de média intensidade e brilhante. Aromas herbáceos, verde e de frutas frescas. Na boca acidez muito presente, refrescante, rústico sem perder a elegância. Taninos suaves. Persiste na boca muito mais pela alta acidez do que propriamente pelos sabores de um conjunto equilibrado. Bom potencial gastronômico. (TM)

4. Fulvia Garagem 2012


A descrição do vinho ficou por conta do sommelier Riverlei Armellini e a empolgação da ND demonstra como os confrades receberam este vinho.
Coloração rubi turva, tonalidade pálida. No nariz mostrou-se franco, com intensidade pronunciada, complexo, notas de aroma animal, estrebaria, fundo de floresta, húmus, cogumelos, champignon, pimenta e especiarias. Fruta vermelha e negra como framboesa e amora-silvestre e um traço herbáceo de folha de groselha, culminando em mineral, com um leve traço de borracha queimada. Na boca é seco, com excelente frescor, ótima acidez, álcool, tanino, corpo, todos médios e equilibrados. Intensidade de sabor pronunciada repetindo as frutas, framboesa e amora-silvestre, mas também evidenciando um traço de salinidade, especiaria e pimenta. O final é persistente, deixando na boca uma boa sensação de frescor.
Harmonizações: Terrina de cogumelos silvestres. O prato libera grossas baforadas outonais, captadas na vegetação rasteira, sob o húmus, mas o vinho não tem nada a invejar: suas próprias notas de cogumelos chamam para si os aromas de caça, frutas maceradas, mineral aquecido deste prato. Outra boa harmonização seria um Boeuf bourguignon bem untuoso, com uma porção bem farta de Champignons de Paris e uma pitada de pimenta moída.

5. Tabali Reserva 2012


Coloração vermelho claro e límpido. Aromas refinados e perfumados. Na boca surgem as notas de groselhas e morangos maduros, acompanhadas de suaves toques florais e de baunilha. Paladar aveludado com taninos redondos e delicada estrutura. (RP)

6. Lapostolle Cuvée Alexandre 2012


Coloração vermelho violáceo intenso e límpido. No nariz surgem de cara as notas amadeiradas, até conflitando com as gostosas e intensas notas de frutas vermelhas e negras maduras. Tostado. Na boca, a sensação da forte presença da madeira continua, que somada a uma acidez média-baixa traz uma certa frustração por saber que se trata de um Pinot Noir. Apesar de ser um ótimo vinho, dependendo dos parâmetros adotados, pode até ser considerado um pouco desequilibrado, principalmente pela pouca tipicidade apresentada. (AC)

7. Castelargo Delle Venezie IGT


Rubi translúcido. Frutas vermelhas frescas no aroma, com nota de menta e um discreto baslsâmico. Bom corpo, textura sedosa com sabores adocicados e persistentes. (VS)


Vinho / Produtor
Safra
Região
País
$ médio 
Nota
1
Fulvia / Marco Danielle
2012
Encruzilhada do Sul - RS
Brasil
R$ 120,00
17,1
2
Vieilles Vignes / Albert Bichot
2012
Borgonha
França
R$ 60,00
16,4
3
Novas Gran Reserva / Emiliana
2011
Casablanca
Chile
R$ 54,00
16,3
4
Expresión Rserve / Villard
2009
Casablanca
Chile
R$ 90,00
16,3
5
Reserva / Tabali
2012
Limari
Chile
R$ 55,00
15,9
6
Cuvée Alexandre / Lapostolle
2012
Casablanca
Chile
*
15,5
7
Delle Venezie / Castelargo
2011
Friulli
Itália
**
15,3

* Não disponível no mercado brasileiro.
** Não encontrei em nenhum site/loja especializada.

E foi assim.

Vale destacar a recepção do Empório do Bacalhau (Rua Continental, 389 – Jd. do Mar – SBC – Fone 2356-2010), que ficou responsável pela elaboração do um cardápio e acertou em cheio, oferecendo um serviço de excelente qualidade que encerrou a noite de forma brilhante.

Próximo encontro!

O encontro de junho da CVS já está acertado. Será dia 13, novamente no Empório do Bacalhau, em São Bernardo do Campo, que nos receberá para o tema Chianti. Promessa de mais uma noite de muito bate-papo e estudos! Dúvidas, sugestões e comentários diversos, deixe seu recado aqui em baixo.

Reitero o convite para que novos apaixonados que se identificarem com essas ideias e queiram participar, entrar em contato através do e-mail vinhosim@uol.com.br que sua solicitação será avaliada pelos fundadores da Confraria Vinho SIM com toda atenção. Produtores e importadoras que queiram trazer ideias e sugestões para os encontros também devem entrar em contato pelo mesmo e-mail.

Que Baco nos ilumine!
Reações: