Bodega Benegas Lynch (Mendoza - Argentina)

Publicado por Blog Vinho SIM em 17.7.14 com Sem comentários

A Bodega Benegas Lynch é mais uma daquelas cuja história se confunde com a própria história do vinho em Mendoza e já ultrapassa os 130 anos, quando o bisavô do atual proprietário Federico Benegas Lynch, Don Tiburcio Benegas fundou a Bodega El Trapiche.


Don Tiburcio era um homem visionário e, numa época em que todos produziam vinhos correntes numa Argentina cujo consumo ultrapassava os 70 litros per capita/ano, foi um dos primeiros a propor uma produção de vinhos finos, trazendo da Europa novas técnicas desde o manejo das videiras até a própria vinícola. 

Muitos anos se passam até que a crise que assolava a Argentina nos anos 70 faz a família colocar a bodega a venda e seguir outros planos. Federico, o atual dono vai morar em Buenos Aires, onde constrói sua vida, mas sempre mantendo acesa a chama de um dia poder voltar à Mendoza e reconstruir a história da vinícola da família. Até que chega o ano 1999 e a oportunidade de adquirir um vinhedo em MendozaFinca Libertad – que havia sido plantado por seu bisavô Don Tiburcio. A veia empreendedora e a alegria de poder voltar as suas origens, resgatando a história da família Benegas, faz Federico adquirir uma antiga bodega abandonada em Luyán de Cuyo e começar o projeto Benegas Lynch.

O edifício onde está instalada a bodega hoje é um dos poucos em Mendoza ainda com construção original de adobe e teto de bambu, cuja restauração completa demorou cerca de 5 anos. Vale a visita.




A vinícola produz vinhos em 3 linhas, denominadas Estirpe – linha jovem, cuja principal característica é o frutado -, Estate – a linha intermediária da vinícola, com passagem de 10 a 18 meses por barricas de carvalho e Benegas Lynch – a linha ícone, com vinhos produzidos com uvas dos vinhedos Finca Libertad, cuja idade média das plantas é de 70 a 110 anos e passagem de 18 meses por carvalho de primeiro uso.

Durante a visita do blog Vinho SIM à vinícola, tivemos a oportunidade de provar 4 vinhos, eleitos por nossa connoisseur Susana Moreiras.


Clara Benegas Chardonnay 2012

Este branco, cujo nome homenageia a primeira filha de Federico, é um vinho frutado e leve, com um pequeno percentual de SB que confere um bom frescor ao vinho. Final saboroso com toques de mel. Simples e correto. Ainda não disponível no Brasil.
Nota: 14,5/20

Benegas Libertad Estate – Sangiovese 2008

Produzido com uvas de plantas de mais de 80 anos, a primeira impressão no nariz é de algo adocicado, como frutas negras em calda, com toques de cominho e café/capuccino. Na boca, acidez média-baixa, taninos maduros e fruta madura. (TM)
Nota: 15,5/20.
Preço Argentina: 210 pesos na bodega, com 20% de desconto para visitas.
Preço Brasil: R$ 116,00

Benegas Finca Libertad Blend (CF, CS e Merlot) 2009

Também produzido com uvas de plantas de mais de 80 anos, este vinho é um corte de Cabernet Franc, Cabernet Sauvignon e Merlot muito interessante. O nariz não impressiona, mostrando bom frutado acompanhado de notas florais (rosas), mas na boca mostra toda sua potência, com muita fruta envolvida por certa mineralidade, boa acidez e taninos em amadurecimento que tornam o conjunto muito equilibrado.
Nota: 16,5/20.
Preço Argentina: 210 pesos na bodega, com 20% de desconto para visitas.
Preço Brasil: R$ 116,00

Benegas Cabernet Franc 2006

Produzidos com uvas de plantas com 110 anos de vida (pré-filoxera) -  um dos poucos no mundo – este vinho mostra claramente o porquê dos argentinos investirem tanto na Cabernet Franc nos últimos anos. No nariz o que se destaca de cara são as notas de ervas finas com toques de flores e couro. Algum tempo na taça e p frutado maduro aparece completando o conjunto. Na boca é gordo, elegante, com muita fruta vermelha, acidez média, taninos maduros e final longo.
Nota: 16,5/20.
Preço Argentina: 450 pesos na bodega, com 20% de desconto para visitas.
Preço Brasil: R$ 260,00

Por que visitar?

Bodega com mais de 100 anos de existência com paredes de adobe ainda originais (foram restauradas).
Lindas peças num mini museu.
Oportunidade de provar vinhos produzidos com uvas de plantas com mais de 100 anos.
Produção anual: 350 mil litros

Importador no Brasil: Cálix

Que Baco nos ilumine!
Reações: