ND: Rio Sol Cabernet Sauvignon - Syrah 2013

Publicado por Blog Vinho SIM em 18.2.15 com Sem comentários

É ... meus amigos e minhas amigas, quem disse que

1. tem que gastar muito pra beber um bom vinho (R$ 19,00)?
2. vinho bom e barato tem que ser chileno ou argentino (Esse é brasileiro - do Vale do São Francisco - PE)?
3. você tem que apelar pros Reservados (arghhhh) quando quer algo pra acompanhar suas refeições do dia a dia (uma massa à bolonhesa ou sugo, um picadinho, um bife acebolado e por aí vai ...)?

Parafrasevinhando o maior de todos (W. Shakeaspeare), "há (bem) mais coisas interessantes pelas terras desse 'Brasilzão' do que sonha a nossa vã filosofia".

Blog Vinho SIM sempre apoiou e apoia o vinho brasileiro, de forma que não é novidade para ninguém o aparecimento de NDs deste vinhos por aqui e, em 2015, vem muito mais por aí ...
Diretamente das terras do Pernambuco, mais precisamente no município de Lagoa Grande nasce, em 2002, o projeto Vinibrasil, popularizado Brasil afora como Rio Sol. Como descrito no próprio site da vinícola, "os vinhos são marcados pela tipicidade Nordestina, mas num estilo internacional e de qualidade inquestionável respeitando os padrões mais rigorosos."

O projeto contou com investimentos de portugueses, por isso, como ainda nos conta o site "foi realizado um protocolo com o Instituto Superior de Agronomia, da Universidade Técnica de Lisboa, para acompanhar a investigação in loco e potenciar os conhecimentos existentes a nível mundial. De fato, este projeto tem tudo de novo: a região (sertão nordestino), o clima (semi-árido) e a latitude (paralelo 8). Tal como foi classificado por Jancis Robinson, este vinho não é do Novo Mundo, mas sim de uma nova categoria chamada Nova Latitude.

Este corte de Cabernet Sauvignon + Syrah da safra 2013i da linha Rio Sol (note bem o belo rótulo com um 8 (oito) formado entre as letras "O", referência ao paralelo 8, onde se localiza a vinícola), sem passagem por madeira, é um vinho leve, fresco e com boa fruta. Um exemplar sem grandes pretensões, porém bem elaborado, reunindo toques vegetais típicos da CS com uma certa picância da Syrah bem interessante.

Num momento em que é comum se reclamar do preço dos vinhos nacionais (especialmente quando comparados aos nossos vizinhos sulamericanos) este exemplar é uma alternativa a ser considerada. Recomendo.

R$ 19,00

Avaliação Vinho SIM: ÓTIMO (15/20) / Relação QUALIDADE-PREÇO: EXCELENTE

Reações: