Bodega Hacienda Del Plata (Mendoza)

Publicado por Blog Vinho SIM em 5.8.15 com Sem comentários

Como posso iniciar um artigo sobre uma visita tão linda e amistosa - e por isso espetacular - a esta vinícola, cujo principal patrimônio é sua gente, a família que Pablo González e Maria Laura Toso construíram e "picaram" com o amor pela terra e pelo vinho?

Talvez mencionando um trecho de texto do próprio site da vinícola?


"La familia une su sangre, esfuerzo y pasión. Tiempo, paciencia y tradición serán los maestros por excelencia. Los años contarán la historia ... nada es fácil."

Os anos já estão contando a história, meus amigos. É possível não dar certo com sangue, esforço e paixão? Não, não é possível. Porque ainda que resultados econômicos não aparecessem, ainda que a vinícola não emplacasse seus vinhos na própria Argentina e no Mundo, ainda que não reconhecessem seu trabalho, o prazer de acordar todos os dias e trabalhar por amor junto à família, produzindo algo único é indescritível. Ninguém jamais tirará isso desta família.

Foi essa a experiência que vivi.

Ser recebido pela família em sua própria casa e provar os seus vinhos, carregados de paixão e sangue. Carregados de personalidade e qualidade. Vinhos elaborados não para conquistar notas (é claro que a crítica internacional não será desprezada e boas avaliações sempre são e serão bem-vindas!), mas para conquistar corações, para conquistar quem entende o vinho como um grande catalizador de emoções, um grande combustível para compartilhar paixão sem restrições.


Claro que, além da oportunidade de passar algumas horas com a família e conhecer sua história, pudemos também degustar alguns vinhos, descritos na sequência por Juan Pablo González, atualmente um dos responsáveis pela vinícola.


Vamos a eles.

 

Zagal Cabernet Sauvignon

O vinho de entrada da vinícola é jovem, vívido, frutado, com aquela pitada de pimentão contornada por algo de baunilha. Vinho fácil de beber, gostoso e de ótima relação qualidade-preço.

Nota VS: 15,5/20
Preço Argentina: U$ 4,50
Preço Brasil: R$ 59,00


Zagal Malbec


De qualidade similar ao CS, porém, possivelmente por encontrar muitos concorrentes no mercado, não tão encantador. Boa fruta e um toque floral. Na boca parece faltar um pouco de acidez. É certamente um vinho que agradará bastante apreciadores iniciantes, que ainda não sentem falta daquele final levemente adocicado.

Nota VS: 14/20
Preço Argentina: U$ 4,50
Preço Brasil: R$ 59,00



Arriero Reserve Blend


O corte de Malbec, CS e Syrah é um vinho "gordo", daqueles que preenchem a boca e aguçam todos os sentidos. Muita fruta, algo floral, muitos toques defumados e alguma especiaria picante compõem a paleta olfativa que é confirmada por um paladar sedoso-rústico dos mais interessantes que provei durante esta viagem. Como já é comum nas vinícolas de Mendoza, foi o vinho mais surpreendente da tarde.

Nota VS: 17/20 (TOP 10 Mendoza)
Preço Argentina: U$ 7,00

Preço Brasil: R$ 90,00


Mayoral Malbec

Aqui já falamos do vinho ícone da vinícola, produzido com uvas de vinhedos de 1932 com afinamento de 18 meses em barricas de carvalho francês. Enorme concentração de frutas maduras, chocolate, café e baunilha. Corpulento e com boa acidez, certamente é um dos grandes Malbecs argentinos, mas não é um vinho que me encanta tanto quanto o Arriero.

Nota VS: 17/20
Preço Argentina: U$ 10,00
Preço Brasil: R$ 110,00


Mayoral Shiraz 2002

Para encerrar fomos presenteados com a oportunidade incrível de provar um vinho não mais produzido pela vinícola, mas que já foi seu ícone: o Mayoral Syrah 2002. As notas frutadas e de especiarias ainda continuam por lá, mas agora já acompanhadas por adoráveis frutas secas e caixa de charutos. Juan Pablo me diz que "a maioria dos apreciadores "modernos" não gosta destas notas", por isso este vinho não é mais comercializado a não na própria vinícola para quem já o conhece ou amigos. Vinhaço.

Nota VS: 17/20

Provamos ainda alguns outros vinhos mais antigos da vinícola - que por estarem sem rótulo se tornaram inviáveis de se comentar aqui - que comprovaram a consistência destes produtos e sua vocação para longa guarda.

E foi assim. Mais uma excelente visita que deixa muitas saudades é ótimas recordações da Cidade do Sol e sua gente. Obrigado pela oportunidade e pela amizade, Hacienda del Plata.


Bodega Hacienda Del Plata

Por que visitar?


  • Recepção extremamente amável por membros da própria família.
  • Ótima opção para comprar vinhos de excelente relação qualidade-preço.
Reservas direto com carolina.haciendadelplata@gmail.com


Produção anual: 80 mil litros
Importador no Brasil: Não possui.

Vinhos à venda na Wine to Go

Avaliação VS


Que Baco nos ilumine!

Artigos Relacionados







Reações:
Categories: ,